NOTÍCIAS

Título poderá ser decidido pela regularidade

09/12 de 2015 - 17:05

Um dos sete vencedores da temporada, o novato Rodrigo Baptista quer brigar por mais vitórias

Termina neste final de semana (12 e 13/12) uma das temporadas mais competitivas da Copa Petrobras de Marcas, certame nacional que definirá seus campeões no autódromo de Interlagos, zona sul de São Paulo. O campeonato está tão equilibrado que sete pilotos das cinco marcas diferentes (Toyota, Honda, Chevrolet, Ford e Renault) venceram ao menos uma das 14 provas já disputadas, e ironicamente os dois primeiros da tabela de classificação ainda não conquistaram sequer uma vitória: o líder Vitor Meira e o gaúcho Gustavo Martins.

"Eu tenho muito orgulho em estar aprendendo e disputando em igualdade com pilotos com a experiência e gabarito do Rubinho Barrichello (ex-Fórmula 1), Vitor Meira (ex-Fórmula Indy) e Thiago Marques (ex-Stock Car), entre outros excelentes pilotos. Fiz a coisa certa quando aceitei o convite da Toyota Bassani Racing para defender uma equipe oficial de fábrica sem nunca ter dirigido um carro de tração dianteira", diz o jovem de 19 anos de idade, que faz sua primeira temporada completa no automobilismo e venceu uma das provas em Goiânia (GO). Os outros seis vencedores foram Nonô Figueiredo, Vicente Orige, Thiago Marques, Guilherme Salas, Gabriel Casagrande e Cesar Bonilha.

Por ter deixado de pontuar em algumas etapas, apesar da vitória e outras belas apresentações sempre figurando entre os cinco primeiros colocados, Rodrigo Baptista ocupa apenas a décima posição no campeonato, logo a frente de seu ídolo Rubens Barrichello, que está em sua primeira temporada na categoria. 

"Como não tenho chance de brigar pelo título, não vou precisar ficar fazendo contas ou me preservando. Como sei que o nosso Corolla tem um acerto muito bom para São Paulo, vou partir pra cima para tentar mais pódios e quem sabe minha segunda vitória", confia o piloto mais novo e com menos experiência no automobilismo.

O jovem piloto tem todo o apoio e confiança da Toyota Bassani Racing para tentar mais vitórias para o time. "Nós já largamos da primeira fila por inúmeras vezes em Interlagos desde 2011, mas nunca vencemos aqui. Apesar do Rodrigo ser novato, ele é rápido, constante e responsável, por isto sonhamos com nossa primeira vitória em São Paulo", planeja o chefe de equipe Eduardo Bassani. "Acho que temos carro e piloto para isso. Já vencemos em todas as outras capitais, falta para a equipe a cereja do bolo, que é São Paulo", confia o engenheiro dos Toyota Corolla.

O novato venceu a décima etapa na frente de pilotos com a experiência de Rubens Barrichello, Vitor Meira e Nonô Figueiredo, após ultrapassagens arrojadas, mas seguras no autódromo de Goiânia, depois de largar do quinto posto. "Eu não esperava estrear no automobilismo e já ganhar de cara, ainda mais numa categoria que não permite treinos e com tanto cara bom e experiente", comentou Baptista.

"Não tenho experiência alguma em Interlagos. Mas como estou correndo também na Fórmula 3 Brasil, terei mais tempo de pista nos treinos e vou procurar assimilar ao máximo os segredos deste circuito", afirma o jovem apoiado.