NOTÍCIAS

Patrick Choate: “É hora de planejar a segunda metade da temporada”

29/07 de 2016 - 15:10

Piloto do Toyota Corolla #33 da RZ Motorsport/Riachuelo Racing fala da adaptação à Copa Petrobras de Marcas e sobre como é dividir o carro durante as etapas

Patrick Choate faz em 2016 a sua estreia na Copa Petrobras de Marcas. O empresário paulistano, que tem experiência no automobilismo norte-americano, divide o Toyota Corolla #33 da RZ Motorsport/Riachuelo Racing com o baiano Luiz Razia desde a segunda etapa – na abertura do ano, correu junto de Ricardo Sperafico.

De trato e sorriso fáceis, Choate diz estar ainda se adaptando ao carro da categoria, mas a ajuda do parceiro de condução tem feito a diferença. Patrick destaca o trabalho da dupla para chegar ao melhor acerto possível no carro, que privilegie ambos os estilos de pilotagem.

“Eu sempre entro no carro antes do Razia e faço algumas colocações, e ele entra depois. Então, em cima das observações dele nós fazemos algumas congruências do que comentamos e então realizamos as mudanças do que nós dois sentimos no carro”, explicou. “Então não tem problema. Ele entende meu estilo de pilotagem muito bem, ele também andou de Indy Lights, então não tem muito para onde fugir. Ele faz as sugestões, eu faço as minhas, comparamos e a equipe faz as alterações”, disse.

A última etapa da Copa Petrobras de Marcas, disputada no circuito de Tarumã ainda no final de junho, encerrou a primeira metade da temporada 2016. Os carros da principal categoria multimarcas do país volta a se reunir no fim de semana de 11 de setembro em Interlagos. Intervalo que, para Choate, é positivo.

“É bom ter essa distância entre etapas. Eu tenho minhas atividades fora da pista como empresário, então é bom dar uma descansada e tirar esse tempo para a família”, destaca. “Porém, também é importante treinar, fazer algum teste neste intervalo, estar junto da equipe em outros momentos, reavaliar algumas coisas, avaliar o que estamos fazendo na temporada, pois é exatamente a metade do ano”, lembrou o piloto, que ocupa a 14ª posição na tabela com 36 pontos.

“Reavaliamos algumas coisas e isso é muito bom, pois este intervalo nos proporciona o tempo de sentarmos com calma para pensar e planejar as coisas visando a segunda metade do campeonato e, eventualmente, até mesmo a temporada de 2017”, concluiu.