NOTÍCIAS

Odair dos Santos defende liderança do Trophy

17/10 de 2017 - 19:26

Piloto chegou ao primeiro lugar com quatro vitórias e planeja abrir vantagem na pista de Tarumã, que considera sua “segunda casa”

O Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão, foi palco de uma das comemorações mais fortes do Grupo Financial Racing em 2017. Foi no circuito gaúcho que o paulista Witold Ramasauskas conquistou no último domingo (15) sua primeira vitória na Copa Truck, na quinta e penúltima etapa da temporada. A pista voltará a ser palco da atuação da equipe nesta semana, com o início dos treinos para a sexta etapa da Copa Petrobras de Marcas.

Nas corridas, que serão disputadas no sábado (21) e no domingo (22), o Grupo Financial Racing defenderá a liderança da classe Trophy com seu piloto Odair dos Santos. Conhecido pelo apelido “Paraguaio voador”, o piloto do Toyota Corolla número 74 da PGG-Paraguay Racing alcançou a liderança na tabela de classificação com as vitórias nas quatro últimas etapas, disputadas nas pistas de Curitiba, em julho, e do Velo Città, em Mogi Guaçu, em agosto.

“O fim de semana da etapa do Velo Città foi um dos nossos melhores na categoria”, define o piloto, que consolidou o recorde de cinco vitórias na classe Trophy e obteve seu primeiro pódio na classificação geral, com o terceiro lugar na primeira corrida – na segunda, ficou em sexto. “Estou trabalhando há muito tempo pelo pódio geral, e honestamente não esperava para agora. Mais que as vitórias na Trophy, foi minha maior alegria”, enaltece.

Sua expectativa para as corridas no traçado gaúcho de 3.039 metros é bastante positiva. “A etapa de lá no ano passado não foi boa, tivemos quebras durante os treinos, praticamente não treinei e fui para as corridas sem sequer saber direito para que lado deveria virar. Agora a situação é outra. Consegui ter um pouco mais de contato com a pista, isso deve melhorar minha performance. Sem contar que já estou bem mais habituado ao carro”, relaciona.

Odair dos Santos aponta o autódromo de Tarumã como sua “segunda casa” no automobilismo. “O destino quis que minha casa nas corridas fosse Cascavel, onde comecei a correr, onde temos uma das sedes da Paraguay Racing. Mas poderia ser Tarumã, onde estive tantas vezes durante os 15 anos em que morei em Porto Alegre antes de ir embora para o Paraguai. Assisti muitas corridas ali, as arrancadas das noites de sexta, sempre foi um lugar especial”, diz.

A convivência extrapista com o Rio Grande do Sul reforça a expectativa do “Paraguaio voador” por um bom desempenho. “Com certeza várias pessoas vão estar no autódromo acompanhando e torcendo, muitos familiares e amigos meus, uma torcida bem especial, então acabo assumindo a responsabilidade de correr ‘em casa’. Espero repetir o saldo do Velo Città, abrir alguns pontos na liderança da Trophy e somar bons pontos para o campeonato geral”, estipula.