NOTÍCIAS

Guilherme Salas corre com “professor”

20/04 de 2015 - 10:30

Campeão do Brasileiro de Turismo agora faz seu expediente na Copa Petrobras de Marcas. Jovem e rápido, o piloto de Jundiaí (SP) é o outro fator na soma com a experiência de Nonô Figueiredo

Jovem, rápido, campeão e promissor. Guilherme Salas mostrou a que veio quando conquistou o título do Campeonato Brasileiro de Turismo em 2014. O piloto de Jundiaí (SP) participou, inclusive, da Corrida de Duplas da Stock Car em Goiânia ao lado de Popó Bueno na C2 Team, e de cara mostrou velocidade ao ajudar o parceiro a conseguir a terceira melhor média do treino classificatório – a dupla acabou tendo o tempo excluído por um problema com o peso do carro.

De qualquer forma, a aparição de Salas veio para reforçar as suas qualidades como piloto. Qualidades que já são reconhecidas por Nonô Figueiredo, dono de 195 participações na Stock Car e agora dono de equipe na Copa Petrobras de Marcas com os Chevrolet Cruze #11 e #12. Em seu próprio time, a Onze Motorsport, Figueiredo optou pela soma da experiência com a juventude.

“O time é novo e o Nonô acredita no meu potencial de trabalho na questão do desenvolvimento. Já na primeira etapa identificamos alguns procedimentos da equipe que podem melhorar, o que é normal em um time novo. E estou colaborando no desenvolvimento do carro passando minhas impressões. Mesmo sem experiência com este tipo de carro, um piloto sempre consegue colher informações importantes e transmiti-las ao engenheiro. E isso leva a evoluções”, disse Salas.

Mesmo em carros tão diferentes – o do Brasileiro de Turismo tem tração traseira, e o da Copa Petrobras de Marcas, dianteira – Guilherme acredita em benefícios. “As reações são diferentes e o comportamento dos pneus também. O que trago do Brasileiro de Turismo é o conhecimento sobre como lidar com a transferência de peso em um carro pesado como estes. Além disso, conhecer as pistas e ter experiência em largadas lançadas também ajuda”, apontou.

Ele conta como tem sido trabalhar ao lado do companheiro de equipe Nonô Figueiredo. “Ele é muito experiente em todos os tipos de carro, o que é muito importante para o time e para mim. Mas além da questão técnica, o Nonô tem me auxiliado com a grande experiência que ele tem no relacionamento com patrocinadores e organizadores. Este é um aprendizado que certamente quero ter e que será muito importante na minha carreira”, atestou.

A busca no Velopark é pelas primeiras posições. O objetivo principal é se aproximar dos Honda Civic. “São carros que são desenvolvidos usando uma receita vencedora há vários anos e sempre pelas mesmas equipes. No nosso caso o trabalho não foi contínuo por vários motivos, então é natural que estejamos um pouco atrás. No entanto, o nosso ritmo de corrida – meu e do Nonô – mostra que evoluímos bastante na segunda prova em Goiânia. Ainda temos muito o que melhorar; já os Honda nós acreditamos que estejam muito próximos do limite, então vamos trabalhar para tirar a diferença”, concluiu.

A segunda etapa da Copa Petrobras de Marcas acontece neste final de semana. Confira a programação de pista:

Sexta-Feira, 24 de abril
8h – 8h10 – Shakedown
8h20-8h55 – Primeiro treino livre (1º grupo)
9h05-9h40 – Primeiro treino livre (2º grupo)
11h-11h35 – Segundo treino livre (1º grupo)
11h45-12h20 – Segundo treino livre (2º grupo)
14h-14h15 – Classificação
Sábado, 25 de abril
17h05 – Largada Corrida 1 (25 min de prova + 1 volta)
Domingo, 26 de abril
10h – Largada Corrida 2 (25 min de prova + 1 volta)