NOTÍCIAS

Em Tarumã, o que valeu para a Greco-Renault foi a dobradinha de sábado

11/07 de 2016 - 10:17

Em Tarumã, o que valeu para a Greco-Renault foi a dobradinha de sábadoPela terceira etapa consecutiva equipe sofre com acidentes na segunda corrida do fim de semana

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas, realizada no Autódromo de Tarumã, em Viamão (RS), será lembrada pela equipe Greco-Renault pela pole-position de Fábio Carbone e a dobradinha dos pilotos do time na corrida se sábado, vencida por Carbone com Guilherme Salas em segundo.

Como vem acontecendo nas últimas três etapas, o domingo não é bom para a equipe em função de acidentes. Em Goiânia, na segunda etapa, os dois carros foram tirados da prova logo na primeira volta da corrida 2. Na terceira etapa, em Santa Cruz do Sul, Guilherme Salas venceu no sábado, mas sofreu um toque e rodou na segunda prova.

Em Tarumã não foi diferente. Vencedor no sábado, Carbone largou da oitava posição do grid. Logo na primeira volta, em uma disputa de posições, sofreu um toque que fechou a saída do escapamento do carro, prejudicando a performance e levando ao abandono na 15ª volta.

Já Guilherme Salas não deu sequer uma volta, novamente. Na terceira curva levou forte pancada na traseira do Renault Fluence número 21 que arrancou a tampa traseira do carro e quebrou também a suspensão. O piloto abandonou poucos metros depois.

“Mais uma vez não terminamos uma corrida por causa de acidentes onde não tivemos culpa nenhuma, e isso prejudica muito nosso campeonato. Estamos fazendo nosso trabalho, ganhando corridas, e é isso que vamos levar de Tarumã, a dobradinha de sábado”, disse Fábio Greco, chefe da equipe.

“Sábado deu tudo certo; domingo deu errado. Corridas são assim, mas seria melhor se conseguíssemos terminar mais provas. Mas estou feliz pela minha primeira vitória este ano, a equipe está de parabéns”, resignou-se Carbone

“Mais uma corrida que fiquei fora, os domingos têm sido horríveis. É a terceira etapa consecutiva que me tiram da corrida de domingo e ninguém sequer é punido. Assim é difícil disputar um campeonato”, desabafou Salas.

Os dois pilotos seguem entre os 10 melhores na classificação do campeonato, e terão mais quatro etapas, a partir de Interlagos, em setembro, para subir na tabela de pontos. Salas é o nono na tabela com 65 pontos, enquanto Carbone vem logo atrás com 58. O líder é Gustavo Martins, com 122.