NOTÍCIAS

Agressivo, Casagrande larga em quarto para vencer

17/10 de 2015 - 15:51

Primeira bateria da sétima etapa, em Curitiba, teve Renault, Chevrolet e Toyota no pódio

Para quem largou nas primeiras posições, não foi uma corrida positiva. Por outro lado, para quem saiu no "bolo do meio", foi um resultado e tanto. Com uma postura agressiva desde o início, Gabriel Casagrande venceu pela quarta vez na temporada com a Renault depois de largar da quarta posição. Foi agitada a primeira corrida da sétima etapa na Copa Petrobras de Marcas.

"Desde quando foi anunciado que correríamos em parceria com a Renault, sempre tivemos um apoio incondicional da montadora e isso tem sido essencial para os resultados. Estou muito feliz com minha quarta vitória. É um número impressionante para um piloto alcançar em uma só temporada nessa competição que é tão equilibrada. Devemos isso também ao bom trabalho da equipe. Tivemos diversos problemas esse ano e soubemos contornar isso muito bem", comemorou.

Seus companheiros de pódio Guilherme Salas e Thiago Marques, também se aproveitaram nos momentos certos e conquistaram o segundo e terceiro lugares depois de terem largado em sétimo e oitavo, respectivamente, com Chevrolet Cruze e Toyota Corolla. Rodrigo Baptista e Daniel Kaefer fecharam os cinco primeiros.

O pole position Fábio Carbone foi penalizado com um drive-through pelos comissários desportivos por posicionar seu carro fora do colchete no grid, o que caracteriza queima de largada. Cumprida a punição, o piloto da Full Time/Renault conseguiu terminar apenas em sétimo.

Pior foi para Rubens Barrichello e para o líder do campeonato Vitor Meira. Rubinho era o segundo colocado, mesma posição em que largou, e fazia pressão sobre Casagrande até passar por um ponto onde havia óleo na pista. Seu carro passou reto e parou na caixa de brita. Com o Honda Civic de Vitor Meira, a mesma coisa: passou no mesmo ponto e parou exatamente atrás do carro de Barrichello.

Casagrande falou sobre a disputa que teve com o concorrente da Renault. "Tenho que parabenizar também a Full Time, que estava com dois carros muito rápidos. Passei sufoco com o Rubinho na minha cola. Nunca imaginei isso: disputar uma liderança de corrida com ele, que é um ídolo que cresci assistindo. Por isso essa vitória tem um gostinho ainda mais especial", afirmou.

Vitor Meira permanece na liderança do campeonato mesmo com o seu abandono, já que o vice-líder e seu companheiro de equipe Vicente Orige também saiu da prova prematuramente. Casagrande tenta buscar, já que é o maior vencedor da temporada. "Dá para brigar ainda. O carro do Meira é muito rápido. Sei que em Interlagos vai ser difícil competir com ele, pois todos estarão sem o peso extra. Mas tenho que pensar em marcar pontos amanhã para chegar em São Paulo com condições de brigar pelo título".

As duas escapadas forçaram a entrada do safety car na 12ª das 17 voltas da corrida para a retirada dos dois carros. Depois, de volta à bandeira verde, a missão dos três primeiros colocados foi a de "levar os meninos para casa". E o vencedor cruzou a linha de chegada com três segundos de vantagem sobre Salas e quase sete sobre Marques.

Com os oito primeiros colocados largando em ordem invertida neste domingo (18), a segunda bateria da sétima etapa da Copa Petrobras de Marcas tem largada às 9h15.

Resultado da Corrida 1*:
1-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Team/Renault Fluence) - 17 voltas em 27min06s700 (média de 139,0 km/h)
2-) 12 Guilherme Salas (Onze Motorsports/Chevrolet Cruze) - a 3s087
3-) 1 Thiago Marques (RZ Motorsport/Toyota Corolla) - a 6s843
4-) 9 Rodrigo Baptista (Bassani Racing/Toyota Corolla) - a 7s350
5-) 17 Daniel Kaefer (RZ Motorsports/Toyota Corolla) - 8s086
6-) 45 Fábio Carbone (Full Time/Renault Fluence) - a 9s934
7-) 11 Nonô Figueiredo (Onze Motorsports/Chevrolet Cruze) - a 10s876
8-) 0 Gustavo Martins (JLM Sport/Honda Civic) - a 11s362
9-) 199 Marcelo Rocha (Júpiter Racing/Ford Focus) - a 12s570
10-) 99 Cesar Bonilha (Júpiter Racing/Ford Focus) - a 1 volta
11-) 999 Edson Coelho Jr (KFF Pro Racing/Chevrolet Cruze) - a 1 volta
12-) 57 Felipe Tozzo (JLM Sport/Honda Civic) - a 9s194**
13-) 3 Vitor Meira (JLM Racing/Honda Civic) - a 4 voltas
NÃO COMPLETARAM 75%
14-) 111 Rubens Barrichello (Full Time/Renault Fluence) - a 6 voltas
15-) 43 Vicente Orige (JLM Racing/Honda Civic) - a 10 voltas
16-) 31 William Starostik (Bassani Racing/Toyota Corolla) - a 12 voltas
17-) 888 Alexandre Navarro/Beto Monteiro (KFF Pro Racing/Chevrolet Cruze) - a 16 voltas
18-) 7 Beto Cavaleiro/Osman Didi (C2 Team/Renault Fluence) - a 16 voltas
Melhor volta: Rubens Barrichello, 1min27s086 (152,7 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas
**Penalizado em 20 segundos no tempo de prova por atitude anti-desportiva